Inteligência emocional e o mercado financeiro

É preciso ter inteligência emocional para investir em ações do mercado financeiro.

Cada vez mais as pessoas tem tido dificuldades em saber o que é certo e errado em transações que envolvam muito dinheiro.

Executivos são bastante cobrados para manterem um lucro sempre elevado das empresas que representam.

Por essas e outras razões que quem trabalha nesta área que exige sangue frio em alguns casos numa tomada de decisão, acaba perdendo o foco e adoece.

Como em qualquer segmento de atuação é bom manter a calma e respirar fundo antes de decidir qual o melhor rumo para um novo projeto.

A meditação e a respiração que envolve métodos da prática de yoga são grandes aliados na hora de tomar uma decisão importante.

COMO PODEMOS MEDITAR DIARIAMENTE

Atualmente, não é necessário participar de uma aula de meditação ou yoga para quem não tem tempo por ter um dia sempre agitado no trabalho.

Neste caso, ao se levantar você pode tirar uns cinco minutos e praticar esvaziar a sua mente e apenas respirar profundamente.

Não é fácil logo de cara chegar a este ponto.

Mas é preciso persistência para alcançar qualquer objetivo em nossas vidas.

Portanto, com a meditação e yoga, também exige concentração e paciência.

O resultado pode ser muito gratificante para alguns e que pode acarretar num maior rendimento diário em seu trabalho.

Para quem é adepto do uso de internet também pode seguir este métodos para se acalmar em vídeos postados em canais específicos do Youtube.

Este conteúdo produzido especialmente para esse público alvo surte efeito e prova que quando se quer atingir uma meta só depende de nós mesmos.

ASSUMIR OS RISCOS

Quando entendemos a melhor linha de raciocínio para investirmos no mercado financeiro, assumir os riscos se torna uma tarefa mais fácil do cotidiano.

Estudar muito bem um segmento antes de fazer uma aplicação alta é de suma importância para que a médio ou longo prazo se consiga recolher um bom rendimento.

Para o empresário, Alberto Guth, dono do conglomerado Angra Partners, saber pontuar um investimento de alto risco em relação ao mercado de “private equity”, por exemplo, exige persistência, habilidade e equilíbrio para colher os frutos lá na frente.

PARA OS MAIS CAUTELOSOS

Para quem não se sente ainda preparado para investir em títulos que exige uma grande quantia de dinheiro, pode começar por pequenas aplicações de renda fixa.

Neste quesito, dificilmente se perde uma somatória que engesse investimentos futuros.

Ao contrário, esse tipo de aplicação é ideal para quem pretende mexer no dinheiro somente daqui uns anos, como no caso de uma aposentadoria, escolhendo a opção de uma previdência privada ou investir no tesouro direto.

Hoje em dia, é comum ver os pais ensinarem a seus filhos a importância de poupar dinheiro desde cedo, começando pela mesada.

Pequenas medidas como essa fazem com que as crianças já tenham uma certa noção de economia criativa.

E quando atingirem a maioridade, já podem optar com mais segurança no que devem investir para o bem de sua própria carreira ou um sonho de continuar os estudo fora do país.

*Foto: Divulgação

curta! 😉
error